04
abr

5 dicas para driblar a ansiedade no cotidiano

Não dá para se esquivar dos fatos: de acordo com a Organização Mundial da Saúde, o transtorno de ansiedade é um mal que acomete 9,3% dos brasileiros. Em outras palavras, a cada 10 pessoas no país, uma sofre com o problema, fazendo o Brasil liderar o ranking em relação ao distúrbio.

No mundo corporativo, o transtorno de ansiedade pode ter um impacto direto na vida profissional de qualquer pessoa, independentemente do cargo que ela ocupa dentro de uma empresa. Se você enfrenta o distúrbio ou conheça alguém que sinaliza apresenta-lo, preste bem atenção nessa lista e confira 5 dicas para driblar a ansiedade no cotidiano.

Inspire e, principalmente, expire

Atualmente existem estudos que começam a comprovar que o controle da respiração pode ser um bom aliado durante uma crise de ansiedade . Ela é capaz de reduzir o estresse e, inclusive, melhorar o nosso sistema imunológico.

O exercício é bem simples: inspire, segure o ar e solte lentamente, podendo contar até cinco. Preste bastante atenção na expiração pois é a partir desse movimento que a sensação de calmaria invade o seu corpo.

Se, por acaso, você enfrentar algum tipo de crise de ansiedade no meio do ambiente corporativo, a recomendação é que vá para um espaço aberto e amplo imediatamente e pratique os exercícios de respiração até os sintomas passarem.

Dê um tempo das redes e as utilize ao seu favor

As redes sociais fizeram uma grande revolução na nossa cultura comportamental, mas também se tornou uma forte aliada para potencializar problemas relacionados à nossa saúde mental.

Com enxurrada de informações o tempo inteiro e a venda de padrões de vida muitas vezes inalcançáveis, é comum que elas sejam grandes gatilhos para pessoas com pré-disposição a crises de ansiedade.

Sendo assim, é importante dar uma pausa do uso das redes. É essencial que, cerca de 1h antes de dormir, você se desconecte. Desligue o celular, desative o modo online do whatsapp e relaxe ouvindo músicas tranquilas, lendo um bom livro ou outra atividade que você sinta que te desconecte do mundo frenético. Além de te desestressar, você também garante uma boa noite de sono.

Vale lembrar que recentemente o Instagram ativou um dispositivo que oferece ajuda para usuários com ansiedade e depressão . A ferramenta aparece quando o usuário pesquisa #ansiedade e/ou #depressão.

A mudança na rede social vem logo após uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha, em 2017, que apontou a plataforma como a mais nociva para os internautas.

 

Faça uma atividade física

A ansiedade é uma emoção natural do ser humano, mas em excesso pode ocasionar um distúrbio muito sério de desequilíbrio hormonal que são difíceis de controlar conscientemente.

Entretanto, em alguns casos, a prática constante de exercícios físicos pode auxiliar a combater níveis de estresse e reduzir o sentimento de ansiedade.  Pode ser uma caminhada, andar de bicicleta, praticar yoga ou até mesmo fazer exercícios na academia: não importa, desde que você movimente o seu corpo!

Saiba dizer não

Em tempos onde o mercado de trabalho requer que profissionais realizem muitas tarefas em um período muito curto de tempo, saber dizer não é essencial. Respeitar o seu limite e reconhecer o seu ritmo são duas atitudes extremamente importantes tanto para você quanto para a empresa na qual você colabora.

De um lado, a sua produtividade torna-se maior – afinal, o que você se compromete a fazer é apenas aquilo que você sabe que pode executar. Do outro, seu esgotamento físico e mental não atinge o limite, o que te proporciona uma qualidade de vida maior.

Dizer “não” e respeitar quando o outro impõe esse limite são duas atitudes de grandes líderes.

Procure um profissional da saúde

Ansiedade não é brincadeira. Os itens listados anteriormente podem auxiliar a melhorar a qualidade de vida das pessoas que possuem tendências a sofrer com o problema, mas nada substitui uma consulta com um psicólogo e/ou psiquiatra.

Conhecer seus limites, reconhecer gatilhos que podem desencadear crises de ansiedade e até mesmo descobrir medicações que podem auxiliar no equilíbrio hormonal do seu corpo são alguns dos benefícios que só um terapeuta pode proporcionar. Não tenha medo de procurar ajuda!