12
ago

Cinco passos para não procrastinar no trabalho

Procrastinar é o maior inimigo para quem quer ser produtivo no trabalho. A procrastinação faz com que uma tarefa simples tome muito mais tempo do que o necessário.

Essa situação também pode fazer com que você se sinta mal no final do dia por ter procrastinado e não ter feito o que era necessário, além de criar mais pendências para o dia seguinte. Para evitar isso, a melhor maneira é praticar alguns passos deixar de procrastinar no trabalho.

Confira algumas dicas de como parar de procrastinar no trabalho e fazer seu dia render mais:

 

A tarefa chata não é tão chata assim

Ver um afazer como uma coisa “chata” faz com que você crie ainda mais resistência para fazê-la. Portanto: pare de ver as tarefas que você não gosta como coisas chatas! Se você precisa realizá-las, elas são importantes sim.

Ao ver as tarefas “chatas” como apenas tarefas, você vai conseguir começá-las mais rápido.

 

Se organize

Uma das coisas que mais ajuda para aumentar sua produtividade no trabalho é fazer uma gestão de tempo eficiente. Com essa gestão, você consegue organizar o seu tempo no trabalho de uma maneira que te ajude a fazer tudo que você precisa fazer.

Logo que chegar, pense: o que você precisa fazer hoje? Organize sua lista de afazeres por ordem de importância e urgência. Assim, você consegue resolver as pendências de uma maneira mais rápida e eficaz.

 

Não tente ser multitarefa – ninguém é

Algumas pessoas pensam que, ao fazer muitas coisas ao mesmo tempo, você produz mais. Isso está… errado. Ser multitarefa não é ser produtivo – ao contrário, isso te atrapalha e te faz produzir menos. E, além disso, ser multitarefa também é uma maneira de procrastinação.

Tem quem evita fazer as tarefas completas ao fazer várias coisas ao mesmo tempo. Isso é muito enganoso pois te faz ter a ideia de que está fazendo o trabalho, enquanto, na verdade, está começando muitas coisas sem dedicar sua devida atenção a elas.

Tentar ser multitarefa faz com que você não apenas produza menos, mas também faça seu trabalho mal, já que não se dedicou completamente no que estava fazendo.

 

Se for para procrastinar, que seja com a “procrastinação estruturada”

O professor de filosofia John Perry, de Stanford, escreveu um conceito chamado de “procrastinação estruturada” em 1996.

Basicamente, ele diz que procrastinar com estrutura significa colocar a tarefa mais urgente e assustadora no topo da sua lista de afazeres, mas também colocando as outras atividades que você PRECISA fazer. A necessidade de fazer as outras faz com que você comece logo a mais “assustadora” e que te faria procrastinar mais.

Outra ideia importante apresentada por John Perry é que colocar tarefas que você precisaria fazer de qualquer forma, como carregar o celular, te ajuda a se sentir realizado e a ter a motivação para continuar a riscar os itens da lista.

 

Não se repreenda!

Ficar se repreendendo por 30 minutos porque você protelou nas suas primeiras horas de trabalho não vai te fazer produzir mais.

Assim que reconhecer que você estava protelando, respire fundo, tome coragem e comece a trabalhar. Esqueça que você estava evitando essa tarefa: não pense no motivo que causou a procrastinação ou o quanto você não gosta/está nervoso com o que está fazendo. Foque no agora, na tarefa, e assim você consegue fazê-la de uma vez.