22
abr

Por que a ergonomia é tão importante no ambiente de trabalho?

Por que a ergonomia é tão importante no ambiente de trabalho?

Apesar de ser a realidade da grande maioria dos trabalhadores, passar horas e horas executando as mesmas tarefas pode resultar em impactos negativos para o corpo – e no bem-estar de qualquer um. Entretanto, existem pequenos cuidados que podem mudar esse cenário no ambiente de trabalho.

Conhecida como ergonomia, este estudo avalia o ambiente de trabalho de um colaborador, as atividades a serem executadas resultando em um relatório sobre as condições ideias para que eles se sintam seguros e saudáveis. Trazer a ergonomia para uma empresa é uma tarefa de bem-estar duplo: colaboradores felizes e produtividade em alta. Confira por que a ergonomia é tão importante no ambiente de trabalho.

Coloca sua empresa dentro da lei

Não importa o tamanho de uma empresa: se há ao menos um colaborador, o contratador deve ter uma análise ergonômica do seu ambiente de trabalho. Por meio da N17, o Ministério do Trabalho trouxe uma série de especificações para que o escritório esteja em vigor.

A norma traz diversas orientações que as empresas devem seguir para estar dentro dos parâmetros que proporcionam um espaço de trabalho saudável para seus funcionários.

Caso contrário, há a possibilidade da instituição enfrentar processos trabalhistas por conta das condições insalubres.

Melhora a produtividade

Há uma série de fatores que melhoram a produtividade dos colaboradores em um ambiente de trabalho, tema que já foi tratado diversas vezes neste blog, como nesta matéria sobre. Um ambiente que leva em consideração a ergonomia também é um destes fatores.

Com um ambiente favorável para o trabalho, a tendência é que os erros sejam menores, já que os funcionários estão mais atentos e comprometidos com o trabalho e não com incômodos físicos. Além disso, o bem-estar dos colaboradores é imprescindível para a motivação e a criatividade.

Reduz as dores do corpo e diminui afastamentos

Cada ambiente de trabalho possui sua especificidade e, por isso, as recomendações podem variar dependendo do exercício realizado na empresa.

Estar sentado o tempo inteiro é um comportamento associado a danos na coluna e aumento de pressão; já ficar em pé força ossos, articulações, tendões e ligamentos.

Sendo assim, é necessário sempre estar atento a alternância entre as duas posições durante um dia de trabalho e às condições como posição da cadeira, limite de peso carregado por um trabalhador, direito a pausas entre outras medidas.

Ter cuidado com o corpo do colaborador, além de ser lei é também uma forma de valorizar o trabalho do profissional, isto ajuda a diminuir afastamentos por problemas físicos. Vale lembrar que muitas empresas apostam na ginástica laboral para enfrentar potenciais problemas de saúde dos seus colaboradores.

Melhora as relações interpessoais

Além dos motivos mencionados anteriormente, uma empresa que cuida do bem-estar dos seus colaboradores tende a possuir um ambiente de trabalho mais saudável.

Isso acaba refletindo-se nas relações interpessoais no ambiente corporativo: o colaborador se sente mais valorizado e consequentemente mais motivado para exercer suas atividades naquela empresa.

Outro aspecto é a visão dos clientes sobre a própria companhia. É muito mais rentável para uma empresa se apresentar de forma corporativa, que atraia novos clientes, do que se mostrar com um ambiente de trabalho decadente. Um ambiente ergonômico também é um ambiente de respeito, organização e dedicação.